quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Tatuador acusado de golpes é preso em SP

De acordo com as investigações, suspeito instalava equipamentos nos caixas eletrônicos para obter dados de clientes


Policiais da 4ª Divecar (Delegacia de Investigações sobre Fraudes contra Seguros e Afins) prenderam na última terça-feira um tatuador acusado de aplicar diversos golpes em caixas eletrônicos. O suspeito foi detido em sua casa, no bairro de Cidade A. E. Carvalho, zona leste de São Paulo.

De acordo com as investigações, Diego Farias Tavares, 21 anos, instalava equipamentos nos caixas eletrônicos para obter dados de clientes. O suspeito também retirava envelopes de depósito nas máquinas de autoatendimento e produzia documentos falsos em seu próprio nome para realizar compras.

Segundo o delegado Paulo César Gaspar, o tatuador tinha habilidade para montar equipamentos para serem colocado nos caixas eletrônicos. Ele implantava leitores de código de barras e micro câmeras para obter dados dos clientes.

O jovem também criou um tipo de bloqueador metálico para acoplar na abertura de entrada dos envelopes de depósito nas máquinas de autoatendimento. Com isso, o dispositivo bloqueava o processamento dos envelopes e depois, por meio de um fio, os envelopes eram retirados.

O tatuador tinha conhecimento em computação gráfica e, por meio de programas sofisticados, ele conseguia criar documentos, comprovantes de endereço, holerites e folhas de cheques em seu próprio nome, além de confeccionar cartões bancários com os dados e senhas obtidas nos caixas eletrônicos.

No momento da prisão, os policiais encontraram no imóvel do acusado um notebook com horas de imagens de vítimas digitando senhas no teclado dos caixas eletrônicos, os respectivos códigos de barras e modelos para a confecção de documentação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário