segunda-feira, 13 de junho de 2011

1ª etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra a poliomielite acontece no sábado em Marialva

A Secretaria Municipal de Saúde realiza no próximo sábado, 18 de junho, a 1ª etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra a poliomielite (paralisia infantil). A meta é vacinar 2.000 crianças menores de 5 anos.

Durante todo o dia, das 8:00 às 17 horas, a vacina estará disponível no Pronto Atendimento Municipal, Posto de Saúde da Vila Antonio, Posto de Saúde do João de Barro, Posto de Saúde do Jardim Planalto, Posto de Saúde do Jardim Regência, Clínica da Mulher, Clinica Materno Infantil, Posto de Saúde da Vila Brasil, Posto de Saúde de Aquidaban, Posto de Saúde do Cambuí, Posto de Saúde de Santa Fé, Posto de Saúde de São Luiz, Rotary, Escola Julio Farah (Km 113), Salão da Igreja do Jacanã, Associação Comunitária do Caraná e Associação Comunitária do Keller.

“Lembramos todos os pais para levarem a carteira de vacinação da criança, facilitando a vacinação”, recomendou a Secretária de Saúde de Marialva, Dulcinéia Mariano Pierini, lembrando que o objetivo é atingir a meta de 2.000 crianças vacinadas.

A poliomielite é uma doença causada pelo poliovírus que geralmente ataca as crianças. O vírus da pólio se desenvolve na garganta ou no intestino e é disseminado pela corrente sangüínea. Ao chegar ao sistema nervoso central, ataca os neurônios e provoca a paralisia dos membros inferiores e superiores. Nas ocorrências mais graves, as pessoas infectadas podem até morrer. Em alguns casos, a doença também atinge adultos.

Por isso, a prevenção da pólio deve começar cedo. Os bebês precisam tomar as primeiras doses da vacina aos 2, 4 e 6 meses de idade, com um reforço aos 15 meses. Mesmo já tendo tomado as doses indicadas, o Ministério da Saúde recomenda que as crianças menores de 5 anos sejam vacinadas novamente.
É importante lembrar que a vacina é segura e não tem contra-indicações. Nos casos das crianças que têm doenças graves, é recomendado que os pais consultem profissionais nos postos e centros de saúde mais próximos, pois pode haver a necessidade de um procedimento diferenciado na vacinação.
Maiores informações: (44) 3232 8354.

Nenhum comentário:

Postar um comentário