sábado, 23 de abril de 2011

Infraestrutura das cidades para a Copa do Mundo e a prevenção de tragédias naturais são os temas do 3º Congresso de Gestão Pública

I

Diante do atraso nos principais projetos que antecedem a Copa do Mundo e as Olimpíadas, é necessário discutir o planejamento urbano para fazer frente às novas demandas de infraestrutura. Esse é um dos temas do 3º Congresso Sul Brasileiro de Gestão Pública, que acontece de 27 a 29 de abril em Curitiba.
O evento reúne painéis e palestras, instituições públicas, entidades do terceiro setor e empresas privadas, que vão debater a importância de uma administração governamental consciente e comprometida.
Além dos eventos mundiais sediados pelo país, as tragédias naturais que devastaram recentemente cidades brasileiras é outro assunto que vai ser tratado durante o congresso. Segundo os especialistas, a falta de mapeamento detalhado sobre áreas de risco e a ausência de um plano diretor, favorecendo o crescimento desordenado das cidades, potencializa a ocorrência dessas tragédias naturais.
A especialista em engenharia e gestão ambiental, Sandra Mayumi, alerta que o planejamento pode amenizar os estragos causados pelas enchentes e terremotos. “Na recente catástrofe do Japão, por exemplo, apesar da catástrofe, foi um plano prévio bem estruturado que evitou a morte de muitas pessoas. Muros de contenção de 10 metros de altura, planos de contingências e de fuga, alertas, regras e normas para construções seguras, previsões, sistema de informações, banco de dados, entre outros”, declara Sandra.

 Serviço:
3º Congresso Sul Brasileiro de Gestão Pública
Data: 27, 28 e 29 de abril
Informações: (41) 3209 7649
Local: Universidade Positivo – Rua Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300 – Curitiba PR

Nenhum comentário:

Postar um comentário