sexta-feira, 25 de março de 2011

Prefeito de maringá participa de Fórum que reúne líderes mundias para discutir soluções ambientais

O prefeito Silvio Barros e o secretário de Saneamento Básico, Leopoldo Fiewsi, estão desde quinta-feira (24) em Manaus participando do Fórum Mundial de Sustentabilidade, que conta com a participação de personalidades mundiais para discutir a sustentabilidade econômica, ambiental e social da Amazônia e do planeta.
       Participam do Fórum, que teve início nesta quinta-feira e se estende até sábado, cerca de mil pessoas entre empresários, executivos, lideranças políticas e representantes de entidades ambientais.
      Na quinta-feira, o prefeito e o secretário de Saneamento participaram das palestras do ex-governador da Califórnia, Arnold Schwarzeneggere, que interagiu com o cineasta e defensor de soluções sustentáveis, James Cameron, abordando o tema “Políticas públicas a favor da sustentabilidade”. O diretor de sustentabilidade das Olimpíadas de Londres 2012, Dan Epstein, que aspiram ser os mais verdes da história, também proferiu palestra com o tema “Grandes eventos e cidades sustentáveis”.
       Para o prefeito Silvio Barros a oportunidade de presenciar grandes personalidades falando sobre seus projetos bem sucedidos e corretamente ambientais serve de inspiração para buscar soluções para Maringá. “Estou surpreendido com a qualidade das exposições, onde são colocados aspectos que tem muito a ver com a nossa cidade, com nossa maneira de administrar inovadora. Maringá não tem problemas como outras cidades brasileiras, que sofrem com favelas e com falta de saneamento básico, por exemplo, por isso temos que buscar soluções não convencionais e mais avançadas e modernas para continuarmos sendo referência para o Brasil. É o que estamos aprendendo neste encontro com a experiência de pessoas que foram bem sucedidas nesses projetos”.
      O Fórum de Sustentabilidade tem o objetivo de difundir práticas e mecanismos bem-sucedidos de desenvolvimento sustentável na Amazônia e no mundo; demonstrar o valor econômico e ambiental da floresta em pé e suas implicações para a região e o mundo; e criar um compromisso político e empresarial com o desenvolvimento sustentável do planeta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário