quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Contratação de professores reforça pacote de medidas na área da educação


O Governo do Estado divulga até o fim de fevereiro o cronograma de contratação de 3.000 professores aprovados no concurso público de 2007. A medida faz parte do conjunto de ações adotadas por determinação do governador Beto Richa para atender a uma das prioridades de seu governo, que é a melhoria na qualidade do ensino público.

A contratação foi precedida de uma série de medidas emergenciais que, tomadas nos primeiros dias de governo, permitiram que todas as escolas da rede estadual já estejam funcionando em plena normalidade.

"Nossa primeira preocupação foi garantir as condições para o início do ano letivo. Hoje, 10 dias após o início das aulas, temos um quadro de normalidade no funcionamento das escolas, com professores em sala, merenda em dia, alunos transportados e um grande esforço para promover, de imediato, as melhorias estruturais que são necessárias nas escolas", afirma o vice-governador e secretário da Educação, Flávio Arns.

Entre outras medidas, o governo contratou 9,5 mil professores aprovados no Processo Seletivo Simplificado. Também antecipou o pagamento da primeira parcela e corrigiu em 15% o valor do Fundo Rotativo, repassado às escolas para aplicação em pequenos reparos e aquisição de materiais de expediente e limpeza. 

Outra decisão importante, bastante comemorada pelas prefeituras, foi a de dobrar o valor do repasse de recursos para o transporte escolar, de R$ 27 milhões para R$ 54 milhões. Além disso, foi criado o Comitê de Estudo de Transporte Escolar, que até a metade do ano concluirá os estudos para apurar os custos reais do serviço. O Comitê é integrado por representantes da Secretaria da Educação e pesquisadores da Universidade Federal do Paraná (UFPR). "Estamos corrigindo várias distorções que encontramos no sistema público de educação", informou Arns.

CAPACITAÇÃO E INFRAESTRUTURA - Outra prioridade do governo é investir na capacitação dos professores. A Secretaria da Educação está estruturando um novo modelo de formação continuada voltado para melhorar a qualidade do ensino e o desempenho dos alunos. 

Até o final de março, a Secretaria da Educação deve finalizar também o diagnóstico da infraestrutura escolar, feito em parceria com o Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Paraná (CREA-PR). "Com essa parceria, teremos detalhes da situação de cada uma das 2,2 mil escolas da rede estadual", explicou o superintendente de Desenvolvimento Educacional da Secretaria da Educação, Jaime Sunye Neto. O levantamento avalia as condições de estrutura física, mobiliário, equipamentos e material didático das escolas públicas.

AGÊNCIA DE NOTÍCIAS - PARANÁ

Nenhum comentário:

Postar um comentário