domingo, 7 de novembro de 2010

Regiões metropolitanas sem esgotos no Estado

Vinte e um dos cinquenta e nove municípios das três regiões metropolitanas dentro do Paraná - Curitiba, Londrina e Maringá - não têm rede de coletora de esgoto. A constatação veio de um levantamento do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR), que a partir disto resolveu escolher este tema para uma auditoria operacional.
Analistas e técnicos de controle do tribunal estão aplicando pesquisas, colhendo amostras de efluentes em conjunto com o Instituto Ambiental do Paraná (IAP) e visitando estações de tratamento de esgoto para traçar um panorama sobre esgoto. Após a conclusão do relatório, o TCE-PR pode fazer recomendações para que os gestores públicos melhorem e invistam em saneamento

Um grupo foi montado especialmente para este trabalho. A coordenadora da equipe de auditoria do TCE-PR, Adriana Lima Domingos, explica que será feita uma avaliação do desempenho de gestão pública sobre o esgotamento sanitário.

A equipe inicia a auditoria primeiramente lendo muito sobre o assunto, como o marco regulatório. Depois, estabelece os critérios técnicos e começa a fase de análise local, etapa que está em andamento agora.
A equipe está visitando 32 estações de tratamento nas três regiões metropolitanas, que concentram quase 45% da população paranaense. Também estão sendo aplicadas pesquisas às prefeituras e feitas entrevistas em campo com os prestadores de serviço municipais e a Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar). A coleta de dados deve ser concluída ainda neste mês e até o final do ano a equipe deve finalizar a análise dos dados e elaborar o relatório preliminar.
Joyce Carvalho -Paraná on-line

Nenhum comentário:

Postar um comentário