terça-feira, 7 de setembro de 2010

O governador do Paraná Orlando Pessuti COMENTOU SOBRE BRIGA

O governador do Paraná Orlando Pessuti (PMDB) comentou na tarde de hoje (7) a briga que acabou em tapas entre o ex-governador Roberto Requião (PMDB) e o diretor comercial do Porto de Paranaguá, João Batista Lopes Santos. Ele se opõe às delcarações que Requião tem feito contra pessoas relacionadas a seu governo e disse que não tem contra-atacado porque prefere ficar fora de conflitos. De acordo com Santos, um declaração feita contra Pessuti teria iniciado a confusão.

“Eu nunca tinha sido motivo de briga nem entre as meninas quando estava no colégio e agora aos 57 anos fui motivo de discussão entre duas pessoas que já foram grandes amigos”, disse Pessuti. Para ele o temperamento do ex-governador Requião não mudou. “Ele insiste em reclamar do meu governo e de pessoas ligadas a minha administração. Eu sou uma pessoa da paz, vou responder isso com mais trabalho, mas algumas pessoas preferem agir com violência”.
Pessuti disse não entender como antigos amigos puderam se agredir e ressaltou que é necessário separar política de opinião pessoal ou disputa política. “As pessoas misturam as coisas, é preciso separar administração pública, disputa eleitoral e opinião pessoal. Eu mantenho um bom relacionamento com Luciano Ducci e com Beto Richa, mesmo sendo adversário políticamente falando”. Ele também comnentou que foi adversário político de Osmar Dias dirante anos e mesmo assim logo que assumiu o governo do Estado conseguiu junto com o senador negociar a dívida o Banestado que estava sujando o nome do estado a anos. As declaraçõos do governador foram feitas à Banda B durante o desfile no Centro Cívico.
FONTE BLOG FABIO CAMPANA

Nenhum comentário:

Postar um comentário