sexta-feira, 9 de julho de 2010

Governo Municipal de Marialva está elaborando Plano para Controle de Agrotóxicos

O plano tem como objetivo desenvolver ações voltadas à defesa do meio ambiente, saúde pública, saúde do trabalhador, fiscalização e controle, dentre outros

Nesta quinta feira, 08 de julho, no Auditório Máximo Boschini, no Paço Municipal, aconteceu reunião com representantes e técnicos de empresas que atuam na comercialização de agrotóxicos, para a elaboração do PMCA - Plano Municipal de Controle de Agrotóxicos.

O plano tem como objetivo desenvolver ações voltadas à defesa do meio ambiente, saúde pública, saúde do trabalhador, fiscalização e controle, dentre outros.

Conheça algumas das ações já elaboradas:

Meio Ambiente:

-Dar continuidade as ações de coleta de embalagens vazias com tríplice lavagem.

-Intensificar a Tecnologia de Aplicação (Equipamentos e bicos adequados)

-Fica proibido o abastecimento do pulverizador diretamente na fonte de captação de água.

-Fica proibido a utilização de agrotóxicos sem origem, ou contrabandeados.

-Ações conjuntas de conscientização nas escolas sobre o tema AGROTÓXICOS.

-Divulgação na comunidade através das parcerias entre: Emater, Cooperativas, Sindicatos, Associação de Agricultores, ANPEF, Departamentos Municipais de Saúde, Educação, Agricultura e Meio Ambiente, Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR), através do programa de capacitação Jovem Agricultor Aprendiz.

Saúde Pública:

-Fica proibido a lavagem de equipamentos de pulverização e outros utensílios com resíduos de agrotóxicos no ambiente urbano.

-Conscientização dos agricultores com atividades agropecuárias próximas à aglomerados urbanos, que dêem preferência a produtos naturais ou fisiológicos com baixa toxicidade ou ainda à culturas alternativas.

-Evitar o tratamento de sementes no ambiente urbano, adquirindo sementes já tratadas.

Saúde do Trabalhador:

-Conscientização e treinamento quanto à obrigatoriedade do uso de Equipamentos de Proteção Individuais – EPIs.

Fiscalização e controle:

-Compete ao serviço de Vigilância Sanitária ou servidor público designado para esta finalidade proceder a fiscalização e acolher as denúncias oriundas do descumprimento dos termos do plano.

Maiores informações: (44) 3232 8354.

Nenhum comentário:

Postar um comentário