sexta-feira, 14 de maio de 2010

Marialva – Capital da Uva Fina e do Biodiesel!

Petrobras / BS Bios foi inaugurada em clima de festa Nesta sexta-feira, 14 de maio, a Petrobrás Biocombustível inaugurou em Marialva, sua primeira usina de biocombustível do Sul do Brasil. O empreendimento é uma parceria, em proporções iguais, com a BS Bios. O investimento para a implantação da unidade foi na ordem de R$ 100 milhões.
A usina terá capacidade de produzir 127 milhões de litros de combustível por ano, e deve gerar 120 empregos diretos. Para o fornecimento de matéria-prima para a produção do biodiesel, serão envolvidos cerca de sete mil agricultores familiares da região. A empresa incentiva a produção e a diversificação de oleaginosas, principalmente, canola, girassol e soja.
A solenidade de inauguração ocorreu em clima festivo e contou com a presença de diversas autoridades, dentre elas, o Prefeito de Marialva, Deca, Presidente da Petrobrás Biocombustível, Miguel Soldatelli Rosseto, Diretor-Superintendente da BS Bios Passo Fundo, Erasmo Carlos Battistella, Governador do Paraná, Orlando Pessuti, entre outros.
Um dos pontos altos do evento foi a participação da Orquestra Municipal Raíz Sertaneja. O Governador Orlando Pessuti, ao final do seu discurso, cantando uma música gaúcha, homenageou os diretores da Bs Bios, cuja base se localiza em Passo Fundo-RS.
De acordo com o Prefeito Deca, a implantação desta usina em Marialva é um marco para o município. ”A Petrobras BS Bios vai dar um grande impulso para todos os seguimentos de nossa cidade. Já somos conhecidos como a Capital da Uva Fina do Paraná, a partir de agora também seremos a Capital do Biodiesel”, afirmou Deca.
Marialva foi escolhida por estar em um ponto estratégico para o transporte de combustível entre Paraná e São Paulo, que são dois dos principais consumidores de diesel no Brasil. “Marialva tem posicionamento diferenciado, com disponibilidade e facilidade no fornecimento de matéria-prima e logística eficiente para levar nossa produção aos mercados de São Paulo e Paraná”, comentou Erasmo Battistella.

“Nossa presença é estratégica. Viemos para ficar e colaborar com a região. Temos uma visão muito clara de que um dos objetivos no futuro é que 100% da matéria-prima utilizada na usina seja adquirida de produtores da região. Essa unidade será referência nacional e internacional, sob o ponto de vista de todos os critérios ambientais mais exigentes”, discursou Rosseto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário