segunda-feira, 19 de abril de 2010

Sarandi deve mobilizar toda a sociedade para um mutirão contra dengue

Está no jornal Imprensa Maior matéria do presidente do Conselho Municipal de Saude, Noel Guima, a sugestão de mobilizar toda sociedade de sarandi para um mutirão contra dengue, sugestão esta de extrema necessidade e urgência ja que em Sarandi a Dengue ja se alastrou em todos os cantos da cidade.
Leia a Matéria na integra:
Sarandi contra a dengue

O Conselho Municipal de Saúde – CMS se reuniu no último dia treze de abril pela primeira vês na Câmara de Vereadores, pois as reuniões aconteciam sempre na secretaria municipal de saúde. Muitos foram os assuntos discutidos e um dos que mais geraram preocupação foi o relatório apresentado pelo Comitê de Combate a Dengue.
Segundo o relatório, até o dia nove de abril Sarandi tinha contabilizado 1.200 notificações e 180 casos positivos. O mais preocupante é que estes números podem representar apenas a terça parte da realidade assustadora de uma epidemia já anunciada pela administração anterior, mas o papel de julgar é da justiça e isto já está sendo feito. O que nos cabe fazer é desenvolver ações que afaste este perigo da população e trabalhar para que o povo sarandiense não pague pela irresponsabilidade de alguns.
Na reunião o conselho sugeriu que se promova um grande mutirão organizado pela secretaria de saúde envolvendo todo o governo e a sociedade civil, visando a eliminação do mosquito transmissor da dengue, o Aedes aegypti. Esta receita já vem sendo aplicada em muitos municípios e deve ser repetida também em Sarandi.
O trabalho deve envolver todas as outras secretarias como Obras, Meio Ambiente, Educação e outras, incluindo a orientação e conscientização dos moradores sobre a importância de limpar seus quintais, distribuição de materiais informativos e sacos plásticos para que cada morador faça a coleta em seu quintal e muitas outras ações que poderiam ser planejadas por uma “Comissão de Defesa Civil”.
Os organizadores poderiam também envolver as igrejas e instituições como ACIS e empresários que poderiam ceder caminhões e motoristas para a coleta dos materiais recolhidos pela população.
Desde setembro de 2009 a cidade está sem agentes comunitários de combate a dengue e o comitê está trabalhando em condições precárias e sem material por falta de licitação.
Não podemos ficar de braços cruzados vendo a população, inclusive nós e nossos familiares, expostos a perigos como este por falta de medidas que poderiam prevenir muito sofrimento.
Noel Guima – Presidente do Conselho Municipal de Saúde

Nenhum comentário:

Postar um comentário